Surfistas da elite vão receber mais dinheiro

Surfistas da elite vão receber mais dinheiro

A WSL divulgou recentemente o calendário 2018 das principais competições. Com essa divulgação conhecemos as principais mudanças do surf profissional, as etapas que saíram e as que entraram e as novidades possíveis neste momento, pois a verdade é que há ainda muita coisa por confirmar e a temporada ainda nem acabou.

Uma das novidades que ainda ninguém se lembrou de falar foi o aumento da premiação para os surfistas da elite mundial. Tanto os homens como as mulheres vão passar a receber mais a partir da próxima temporada.

As etapas masculinas do CT passaram de 579.000 USD para 607.800 USD, o que na prática se traduz num aumento de 28.800 USD. Já cada etapa do WT feminino foi atualizada de 289.500 USD para 303.900 USD. O aumento para o feminino é de 14.400 USD.

Agora, as meninas recebem metade do que os homens recebem, mas é bom lembrar que o WT feminino contempla 18 atletas em cada evento, enquanto o masculino soma 36 Atletas.

Atualmente, o WT está de uma forma que os atletas marquem presença nas etapas sem terem que depender de muito dinheiro próprio. Mesmo quando perdem seus patrocinadores, deixando de contar com tão importante budget que ajuda a pagar as despesas da temporada (há alguns casos de atletas na elite sem patrocínio), através da premiação de cada prova, a WSL garante que todos os surfistas não saem de mãos vazias.

Até ao agora, a divisão do bolo é feita da seguinte forma:

Round 1 não eliminatória
Round 2 / 25.º lugar / 500 pontos = 10.000 USD
Round 3 / 13.º lugar / 1750 pontos = 11.500 USD
Round 4 não eliminatória
Round 5 / 9.ª lugar / 4000 pontos = 13.750 USD
1/4 de final / 5.º lugar / 5200 pontos = 16.500 USD
1/2 finais / 3.º lugar / 6500 pontos = 25.000 USD
Final 2.º lugar / 8000 pontos = 50.000 USD
Final 1.º lugar / 10000 pontos = 100.000 USD

Estas são boas novidades para os surfistas profissionais, os organizadores é que têm agora que dar asas à imaginação para angariar mais dinheiro para o bolo financeiro final.

Só a nível de curiosidade, até ao momento, John John Florence é o líder do ranking, mas, com 272.500 USD de prêmios, não é quem mais recebeu este ano. O havaiano está, na verdade, muito atrás nas contas. É que o brasileiro Gabriel Medina, em segundo lugar no ranking, com duas vitórias consecutivas, regista 358.250 USD e ocupa naturalmente a primeira posição. O amigo Filipe Toledo, que está em 9.º lugar no ranking e que também apresenta duas vitórias no CT 2017, ocupa o segundo lugar dos que mais ganharam este ano com o imponente número de 293 mil dólares.

Acompanhe todas as emoções da WSL aqui na Surf Alive

Em breve, muitas promoções, novidades e transmissão ao vivo da última etapa do mundial na loja física.

Compartilhar: