5 Dicas para você escolher sua Prancha de Surf

5 Dicas para você escolher sua Prancha de Surf

Quem nunca ficou em dúvida na hora de escolher uma prancha de surf? A vontade é sempre a mesma, ter uma prancha que encaixe perfeitamente com as condições do pico e nível de surf. Pensando nisso, a Surf Alive preparou algumas dicas para que você garanta a sua prancha mágica!

pranchas rusty
Vários modelos e tamanhos de pranchas estão à disposição dos surfistas.

Quem está começando a surfar, quase sempre solicita ajuda de um surfista experiente na hora de escolher a prancha ideal. Mas o certo é que a prancha do surfista mais experiente não será a certa para o iniciante. O ideal, é aprender a remar e ficar em pé em um longboard ou em um funboard, antes de partir para a pranchinha, que é muito mais sensível aos movimentos.

josh kerr pranchas quiverJosh Kerr escolhendo sua prancha ideal

Mas então, como escolher a prancha de surf correta? Qual o tamanho certo? Que diferença faz uma rabeta swallow ou squash? Para que servem as quilhas removíveis?

rabetas de prancha
RABETA
É a parte que fica o pé de trás, que afunda ou alivia com mais ou menos força. Aliada ao tipo de fundo e a posição das quilhas, a rabeta vai definir o quanto de precisão e força será preciso aplicar para completar uma manobra ou como a prancha vai se comportar ao fazer um movimento.
Pin Tail
Permite projeção, velocidade e manobras com pouca agilidade. Feita para pranchas acima de 7’0″, para ondas grandes, fortes e tubulares.
Round
Tem um pouco menos área de sustentação e é mais macia de manobrar.
Squash
Levemente arredondada. Boa sustentação. É de fácil manobra e normalmente a mais usada.
Square
Parecida com a squash, mas com quinas nas pontas. Manobras menos macias e com pouco direcional, aparentando ser mais presa.
Swallow
Funciona para qualquer tipo de prancha e é possível realizar manobras mais ágeis. Desenvolvida para quebrar a linha da manobra mais facilmente e retornar a onda com a mesma facilidade, tendo uma resposta rápida.
Wing
Quebra a linha de água na rabeta, gerando turbulência (jogando um pouco de água p/ cima do deck) e soltando um pouco mais a rabeta por sofrer menor resistência da água.

quilhas fcs

QUILHAS
É o que vai fazer a prancha ficar mais ou menos presa na água na hora da cavada (curva na base da onda) ou nas desgarradas.
– Removíveis – Além de facilitar o transporte nas viagens, esse tipo de quilha serve para aprimorar manobras em diferentes condições de onda e fundo, como areia, pedra ou coral. Há também opções de aberturas, tamanhos e modelos.

Os iniciantes não sentem grandes diferenças com variações de quilhas, considerando que ele vai aprender em ondas mais cheias e fáceis, como as de até 1 metro. Ou seja, as removíveis são bem mais caras e o iniciante pode não aproveitar seu potencial. A dica nesse caso é usar as quilhas fixas.

 

fundos de pranchas de surf

TIPOS DE FUNDO
O fundo vai definir a velocidade que a prancha vai pegar em determinado tipo de onda, dando mais ou menos contato com a água.
– Fundo Flat – É o intermediário entre o côncavo (concave) e o “V”. Aumenta a pressão do “V” e a troca de bordas do côncavo (concave). Normalmente usado da parte mais larga da prancha até o bico em todo o tipo de prancha, já que se adapta a uma enorme quantidade de condições.
– Fundo em “V” – Facilita a troca de bordas deixando a prancha mais solta. Se usado com excesso inadequado em uma parte da prancha pode perder a velocidade e tirar a pressão das manobras, normalmente usado entre as quilhas.
– Concave – Oposto ao fundo em “V” , aumenta a pressão e a velocidade do fluxo de água, canalizando-a, usado em pranchas mais finas na altura da parte mais larga da prancha.
– Double Concave – Uma variante do concave que pode ser aplicada a qualquer tipo de fundo, de preferência entre as quilhas.
– Canaletas – Canaliza o fluxo de água dirigindo-o em linha reta aumentando a velocidade e a pressão, deixando a prancha mais dura.
– Tri-Concave – É um tipo de fundo mais específico, é a junção do doublé concave que é só no meio das quilhas com um terceiro concave que começa mais ou menos 24 polegadas do bico, eficaz para ondas rápidas e médias.
– Invert “V” – O invert “V” é em forma de “V” no bico e na rabeta é reto, sua função é dar projeção na prancha, seu formato no bico impede que a prancha não enterre de bico nas manobras, não é um fundo muito utilizado.

Essas três partes apresentadas, o fundo, a rabeta e as quilhas dependem muito umas das outras no desempenho da prancha.

 

TAMANHOS

tamanho e modelos de pranchas de surf

PRIMEIRA PRANCHA
Para quem está começando no esporte, o ideal é uma prancha com duas polegadas a mais relativa à prancha em que seria de acordo com o seu respectivo peso. Quanto maior a prancha, maior a estabilidade e a facilidade de remar.

Por exemplo, a prancha de um surfista que pesa 70 kg é em média uma 6’4″. Se ele for iniciante, é interessante que ele use uma 6’6″ ou até maior, pois, apesar de ser mais difícil de virar ou manobrar, é mais fácil para remar e ficar de pé na prancha.

O funboard é o mais recomendado para iniciantes por obter todas as medidas mais largas, tornando a aprendizagem mais rápida e eficiente, e por não ser tão grande quanto o longboard.

Acessórios

Para garantir sua segurança no mar, além de escolher uma boa prancha de surf, não esqueça de adquirir também Leash, Deck, Parafina e uma boa Capa para Prancha para poder conservar o seu equipamento.

 

 

Compartilhar: