10 SHAPES CLÁSSICOS DA HISTÓRIA DO SKATE (PARTE 1)

10 SHAPES CLÁSSICOS DA HISTÓRIA DO SKATE (PARTE 1)

Poucos esportes (ou talvez nenhum) tem ligação tão grande com a arte como o skate. Música, fotografia, moda, linhas desenhadas num rolê… tudo é arte e tudo tem no skate! Mas nosso assunto aqui são os shapes, e eles tem papel fundamental na história do esporte com artes icônicas que marcaram várias gerações.

Marcas internacionais como Santa Cruz e Powell Peralta têm em seus catálogos gráficos históricos desenvolvidos principalmente por Jim Phillips e V.C. Johnson. No Brasil, os anos 80 e início dos 90 foram dourados nesse quesito e Billy Argel (Highgraph Studio) foi o principal artista da época, criando as famosas artes da Urgh! E Lifestyle.

Listamos 10 shapes nacionais e internacionais que marcaram época e são clássicos definitivos do skateboard:

1 – Rob Roskopp – Santa Cruz (1988)

Um dos decks mais vendidos de todos os tempos. O desenho, criado por Jim Phillips para o pro model do atleta Rob Roskopp, estampa até hoje diversos produtos da marca. De tempos em tempos é relançado pela Santa Cruz, sendo objeto de desejo de skatistas atuais e da galera old school.

2- Rui Muleque – LifeStyle (1990)

Rui Muleque foi um dos grandes nomes do skate nacional nos anos 80/90. Seus shapes eram sonho de consumo e talvez o de maior sucesso tenha sido o Stage III. Nessa lista, colocamos o lindo Stage IV, criado por Billy Argel.

3- Mike McGill – Powell Peralta (1984)

Skull & Snake, gráfico criado por V.C. Johnson para o deck do skatista Mike McGill é uma das imagens mais icônicas da história do skate. Dispensa qualquer apresentação.

4- Tony Hawk – Powell Peralta (1983)

Também criado por V.C. Johnson, foi o primeiro shape com a assinatura do maior skatista de todos os tempos.

5- Léo Kakinho – Urgh! (1989)

Obra da Highgraph Studio, estes monstrinhos foram febre na época. Hoje em dia (assim como todos dessa lista) é item disputado por colecionadores.

6- Beto Or Die – LifeStyle (final anos 80)

Junto com a Urgh!, a LifeStyle era a grande marca do skate nacional nos anos 80. Sua equipe era formada por skatistas de muita personalidade e seus pro models refletiam bem isso. Beto Or Die teve esse lindo deck criado pelo Billy Argel.

7- Tommy Guerrero – Powell Peralta (1986)

Praticamente todos os shapes da Powell Peralta nos anos 80 poderiam estar nessa lista. Tommy Guerrero de 1986, também criado por V.C. Johnson.

8- Keith Meek (Slasher) – Santa Cruz (1986)

Os gráficos criados por Jim Phillips são sensacionais e fazem sucesso até hoje. Esse foi feito para o skatista de piscinas Keith Meek em 1986, o famoso monstrinho Slasher.

9- Natas Kaupas – Santa Monica Airlines (1987)

Raríssimos no Brasil naquela época, os shapes do Natas eram um grande sonho de consumo. Escolhemos aqui o Panther, criado por Kevin Ancell and Chris Buchinsky para a marca Santa Monica Airlines.

10- Thronn – LifeStyle (1988)

Esse é o santo graal dos shapes nacionais. O gráfico criado para o skatista de street Thronn, por Billy Argel da Highgraph Studios é um dos mais lindos de todos os tempos.

Links para pesquisa:

Livro “Disposable: A History of Skateboard Art by Sean Cliver”

https://www.gritodarua.com.br/lancamento-do-shape-thronn-30-anos-de-legado/

http://www.lifestyle.com.br/

http://www.skatecuriosidade.com/

Grupo Skate das Antigas! Facebook

Aloha!

Compartilhar: